Employee experience: como melhorar a jornada do colaborador

Publicado em 20 maio, 2021

Atualizado em 14 junho, 2022 | Leitura: 9 min

Você já ouviu o termo employee experience (EX)? Do inglês, pode ser traduzido como experiência do colaborador, e diz respeito às ações que as empresas fazem durante toda a trajetória do funcionário.

Mas por que essa prática está tão em alta? Bom, para se ter uma ideia, um estudo realizado pelo “pai” do conceito nos Estados Unidos, o futurista Jacob Morgan, mostrou que empresas que investem consistentemente em employee experience possuem 4,2x mais lucro médio, 2,8x mais receita por colaborador, 40% menos turnover e 24% menos colaboradores (headcount).

Estamos, portanto, diante de uma prática fundamental para melhorar resultados e, acima de tudo, atrair e reter talentos. E para saber mais sobre ela e como implementá-la na sua empresa, continue a leitura.

O que é employee experience?

É o resultado de todas as interações que um colaborador tem com a empresa em que atua, desde o processo seletivo até o seu desligamento (seja este uma decisão da empresa ou não). A employee experience inclui, ainda, processos, sistemas, pessoas, propósitos, sentimentos, aprendizados e comportamentos que essas interações provocam.

Background photo created by creativeart
Imagem: Freepik

Dependendo do nível de engajamento no trabalho, da cultura da empresa e do clima organizacional, a experiência do colaborador pode ser positiva ou negativa. O que definirá a qualidade desse conjunto de interações são indicadores como o crescimento e o reconhecimento profissional, o engajamento com a liderança direta e a independência e autonomia para tomada de decisões.

O conceito de employee experience engloba, também, os benefícios individuais que a empresa disponibiliza para o colaborador em troca de sua produtividade e eficiência. É por isso que também passam por ele as etapas de processo seletivo, contratação, onboarding (processo de integração), treinamento e desenvolvimento, promoções e avanços na carreira e outplacement (processo de demissão e recolocação). Construir uma EX eficiente significa, na prática, mapear e otimizar cada uma dessas fases.

Banner gestão de pessoas

Como surgiu o conceito de employee experience?

Acredita-se que tenha sido em 2017, nos Estados Unidos, a partir de estudos realizados em torno da experiência do cliente. Na ocasião, especialistas em gestão de pessoas chegaram à conclusão de que não é possível satisfazer o cliente sem antes proporcionar experiências positivas ao colaborador.

Quais os resultados para a empresa?

Pessoas foto criado por lookstudio - Mulher sorridente, feliz com sua employee experience
Imagem: Freepik

Atração, seleção e retenção de talentos

Com a constante evolução do mercado, os profissionais estão cada vez mais exigentes. Muito mais do que um trabalho com propósito, o desejo por ambientes flexíveis e culturas inspiradoras estão eminentes entre os candidatos. E uma empresa que investe em EX sai na frente pois o conceito engloba todos esses fatores.

Ganho de produtividade

Não é novidade para ninguém que a experiência do colaborador está diretamente ligada à sua produtividade profissional diária. De acordo com um relatório da IBM®, as empresas com índices de employee experience superior possuem o triplo de retorno sobre ativos (ROA) e o dobro de retorno sobre as vendas (RSV ou margem líquida). Assim, o estudo conclui que colaboradores felizes e satisfeitos são mais produtivos e que, portanto, investimentos na constante melhoria de sua experiência são mais do que necessários.

Melhora no clima organizacional

O clima organizacional é um dos principais indicadores de EX. Afinal, é uma métrica que revela tanto o sentimento comum à empresa como a satisfação dos colaboradores com a sua própria jornada. E na grande maioria das vezes, quando o colaborador está satisfeito com o que lhe está sendo oferecido, o resultado é mais motivação e facilidade no engajamento entre as pessoas. Isso, consequentemente, produz uma atmosfera mais leve e saudável no ambiente de trabalho.

Promoção da marca empregadora

A marca empregadora de uma empresa é decisiva para atrair talentos e construir uma reputação sólida em seu mercado de atuação. Afinal, ao oferecer uma experiência do colaborador personalizada e exclusiva, você também estará trabalhando para o seu ganho de credibilidade enquanto empregador, atraindo o desejo de mais pessoas para fazer parte do seu time.

Redução do turnover

Segundo um estudo realizado pela empresa Gartner, colaboradores mais engajados têm 87% menos probabilidade de deixar suas organizações do que seus colegas menos engajados. Junte a essa conta o fato de que mais de 11 bilhões de dólares são perdidos anualmente ao redor do mundo para a rotatividade de colaboradores. Tudo isso só reforça a importância de se investir na melhoria da employee experience.

Principais exemplos de employee experience

Embora ainda seja um movimento um tanto quanto lento, algumas empresas brasileiras têm começado a investir na melhoria efetiva da experiência do colaborador. Veja exemplos no Brasil e no exterior bem-sucedidos quando o assunto é employee experience.

The Cheesecake Factory

O The Cheesecake Factory foi o único restaurante listado entre as 100 melhores empresas para se trabalhar no ranking 2018 da revista Fortune. E o que destaca a instituição é justamente o foco nos colaboradores, prática que abrange todos os níveis de hierarquia da empresa e lhe rendeu 93% de aprovação entre os seus funcionários.

Uma das estratégias da marca nesse quesito é o Wow Stories, que é a divulgação de histórias de excelente serviço. Além de aumentar a moral dos trabalhadores envolvidos, também dissemina as melhores práticas da organização.

Coca-Cola FEMSA

Durante a leitura deste artigo, você provavelmente já entendeu que a jornada de experiência do colaborador tem início desde o momento de sua candidatura. Assim, quanto mais ágil e organizado for o processo de seleção, melhor será para a sua empresa. A Coca-Cola FEMSA, por exemplo, utilizando a solução da Taqe (plataforma de recrutamento e seleção), conseguiu realizar a contratação de 77 novos colaboradores em apenas 40 dias.

O processo da marca foi pensado por meio da metodologia de gamificação e, assim, conforme os profissionais iam completando a jornada de candidatura, iam recebendo feedbacks sobre a performance em cada etapa.

QuintoAndar

Conhecida por ser uma das maiores imobiliárias digitais do país, a empresa possui uma comissão voltada para a inclusão e diversidade dividida em cinco frentes: negros, LGBTQIA+, gênero, PCD e social. Além disso, durante a pandemia e precisando se adaptar ao novo cenário de trabalho remoto, a empresa se destacou no quesito employee experience por meio da atualização dos benefícios dos colaboradores. A startup ajudou financeiramente seus funcionários a equiparem o home office para trabalharem em boas condições em casa.

Como melhorar a experiência do colaborador

Technology photo created by rawpixel.com - Pessoa segurando folha de papel com expressão feliz desenhada
Imagem: Freepik

Identifique os valores da sua empresa

O primeiro passo a ser seguido para melhorar a experiência do colaborador é identificar a cultura da sua empresa antes mesmo de anunciar as vagas disponíveis. Afinal, somente reconhecendo os seus valores é que você poderá atrair pessoas alinhadas ao seu propósito.

Verifique se os seus candidatos têm fit cultural

A partir do estabelecimento claro dos valores, a sua empresa já pode começar a construir a jornada do colaborador propriamente dita. É importante comunicar o seu posicionamento de modo transparente, com o intuito de evitar desconfortos do colaborador e aumentar as suas chances de permanência na empresa.

Meça a satisfação sobre o seu processo seletivo

Se um candidato não tiver uma boa experiência já no processo seletivo, isso pode acabar destruindo toda a sua estratégia e prejudicando a sua marca empregadora. Assim, independente do resultado do seu processo, é importante oferecer feedbacks reais e atentar-se a uma experiência que demonstre respeito, transparência e agilidade.

Estruture todo o seu onboarding

Passado o processo de seleção, é chegado o momento de você focar nos primeiros meses dos novos funcionários na empresa. Esse período é extremamente importante para a EX, pois é nele que o colaborador identifica se a proposta de valor feita será, de fato, cumprida. Ao invés de realizar essa etapa em um ou dois dias, tente estender o acolhimento pelos três primeiros meses.

Faça pesquisas regulares durante a jornada

Não guarde as pesquisas de clima somente para o início de um novo ano – quanto mais regular ela for, mais fácil será para você prever o nível de satisfação dos colaboradores. Lembre-se de avaliar, por exemplo, a efetividade de um treinamento corporativo.

Atente-se às entrevistas de desligamento

A coleta de dados também é importante para entender se as expectativas dos colaboradores foram frustradas e em que sua empresa deve melhorar. Embora nem sempre as empresas sejam receptivas às críticas, elas dizem muito sobre a experiência que você está criando para os seus colaboradores. Não deixe que elas se percam.

Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia pode ser a sua maior aliada quando o assunto é melhorar a experiência do colaborador. Sistemas PDI (plano de desenvolvimento), de metas e de benefícios são imprescindíveis nesse processo. É importante, aliás, que a sua empresa invista em soluções eficientes de escala de trabalho para garantir que os colaboradores tenham as suas merecidas pausas e descansos. Isso, além de garantir uma maior satisfação, também diminui os riscos de burnout e de desligamento precoce. 

Atualize-se

Existem muitos conteúdos ricos disponíveis no mercado sobre como melhorar a experiência do colaborador. Muna-se de conhecimento sobre o tema para evitar futuros erros.

Colocando a casa em ordem

Desenhar uma estratégia de employee experience não é uma tarefa simples. Contudo, ter uma empresa organizada é o primeiro passo para garantir que a experiência do colaborador seja bem-sucedida. Nessa missão, que tal começar organizando as escalas e espaços de trabalho com um sistema em nuvem? As soluções desenvolvidas pelo Escala se destacam nesse quesito, como os relatos dos nossos clientes têm demonstrado. Converse com a nossa equipe!

Conteúdos Relacionados

Tatiane Quintiliano

Especialista em escalas de trabalho nos modelos mensalista e horista, acumula mais de 20 anos de experiência em recursos humanos (RH). Tem passagem por multinacionais de grande porte e hoje é a coordenadora de Gente e Gestão do Escala.
Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.