Com o Escala, plantonistas ganham tempo no Hospital Adventista de Manaus

A segunda onda de covid-19, no início de 2021, atingiu em cheio o Amazonas. Com recorde de internações, o Brasil inteiro voltou a atenção ao estado, que ainda sofreu com a crise de oxigênio, exigindo trabalho redobrado dos profissionais de saúde. No Hospital Adventista de Manaus (HAM), referência na região, a tecnologia foi uma aliada fundamental para atravessar a crise.

Com o aumento da demanda, o uso do Escala Plantões contribuiu fortemente para a instituição reorganizar suas equipes. De quatro médicos que normalmente são escalados por turno para atender a UTI, o quadro subiu para nove.

Acabamos abrindo novos braços nas escalas para poder ajudar e cadastrar mais médicos. Eram escalas muito mais dinâmicas, porque de repente um colega que estava escalado para o mês inteiro pegava covid e daí tinha que afastar, colocar outro. O Escala ajudou muito nessa organização”, recorda a médica Iolanda Amoedo, responsável pela rotina da UTI.

Ferramenta online de gestão de escalas, pelo Escala Plantões a organização é padronizada. O organizador cria e publica escalas pelo sistema, atualizadas em tempo real para todos os colaboradores, que podem acompanhá-las por aplicativo no celular. Isso evita furos no plantão e traz mais transparência para todos, reforçando o compromisso do HAM em se destacar como um dos melhores hospitais brasileiros para se trabalhar.

Hospital Adventista de Manaus
Imagem: Divulgação HAM

Paulo Ferreira, médico gestor do CTI adulto, destaca como a experiência com o Escala, que já completa quatro anos, melhorou processos internos no HAM. “Nos favorece muito nessa visão mais antecipada de todo o movimento das escalas”, coloca. “Antes nós tínhamos a grade no Word e buscávamos ali os horários descobertos, mandava pelo WhatsApp, e demorava, não era aquela prontidão que é com o Escala. Hoje, pelo aplicativo chegam as informações, as escalas e todo o fluxo das trocas.

A opção de trocar plantões no aplicativo contribui muito com a rotina hospitalar. Pelo celular, os plantonistas conseguem fazer essas trocas entre si, poupando tempo do organizador, que cuida de autorizá-las. “Antes do Escala, muitas vezes haviam trocas entre colegas e aí por um equívoco de registro em Word, Excel acontecia de ‘opa, peguei o plantão, não lembrei’. O Escala ajuda muito nisso, nessa organização de cada membro da equipe”, conta Iolanda.

Escala descomplica processos

O Hospital Adventista de Manaus está entre os 30 melhores hospitais brasileiros no ranking da Newsweek. E o grande reconhecimento se deve à constante inovação que a instituição não deixa de investir ao longo dos seus mais de 40 anos de serviços.

Para cumprir o propósito da Rede Adventista de Hospitais de salvar vidas, promovendo a saúde integral por meio da cura e da prevenção, o HAM concentra seus cuidados nos pacientes e também nos seus colaboradores. 

A tecnologia, a exemplo do Escala, otimiza processos para que os funcionários ganhem mais organização e transparência na sua rotina e relações de trabalho e, principalmente, tenham mais tempo para se dedicar ao atendimento de excelência.