Escala 12x36

Escala 12x36

No modelo de escala 12×36, o colaborador realiza uma jornada de trabalho de 12 horas e folga nas próximas 36 subsequentes, numa espécie de compensação de jornada.

Por exemplo: se ele trabalhou um período das 10h às 22h, na segunda-feira, seu próximo dia de trabalho será na quarta no mesmo horário. 

Em alguns casos, por conta de convenções coletivas e acordos sindicais, essa jornada permite folgas além do descanso das 36h.

Considerada uma das escalas de trabalho mais desafiadoras para o time de recursos humanos, a escala 12×36 considera que os profissionais trabalhem por 12 horas consecutivas, seguidas de 36 horas de descanso.

Para entender tudo sobre como funciona a escala 12×36 e como aplicá-la devidamente no seu negócio, continue a leitura.

Mas afinal, o que é e como funciona a escala 12×36?

A escala 12×36 prevê, especificamente, que o colaborador trabalhe por doze horas consecutivas e receba, na sequência, trinta e seis horas de descanso.

Sua utilização, no entanto, só é válida perante acordo coletivo ou contrato individual. Caso não seja previamente estabelecido entre as partes, a empresa não tem amparo legal para aplicar a jornada. Desta forma, essa metodologia pode ser utilizada em qualquer empresa que assim desejar, desde dentro dos requisitos estipulados pela lei como, por exemplo, o limite que impede a carga horária acima de 44 horas semanais.

Como gerir uma escala 12×36?

Ao optar por adotar a escala 12×36 para a jornada de trabalho dos seus colaboradores, é preciso que a sua empresa garanta um bom sistema de controle de ponto e de escalas.

Apesar de não ser obrigatório para todas as empresas, uma vez que a Reforma Trabalhista sugere que apenas empresas com mais de 20 funcionários realizem o controle documentado do registro de ponto, ao implementá-lo, tanto o setor de Recursos Humanos quanto o Departamento Pessoal passam a ter dados mais corretos e seguros quanto ao cumprimento da jornada de cada trabalhador. Pois, fica mais fácil descontar faltas e atrasos e garantir os devidos acréscimos por horas extras, por exemplo.

Em uma empresa prestadora de serviços, outro ponto essencial é a garantia de uma escala de trabalho organizada conforme a demandas dos clientes, o que evita que faltem profissionais para a realização de trabalhos em determinados dias e locais. Por esse motivo, é tão importante que haja um sistema para estabelecer a rotina.

Além do mais, por meio de uma gestão de escalas eficiente, é possível planejar como será a jornada da semana ou do mês de cada colaborador da empresa para que seja possível oferecer um bom atendimento aos clientes e permitir, inclusive, que os profissionais possam organizar os seus compromissos pessoais e de trabalho conforme as necessidades da sua escala.

Principais dúvidas em relação à escala 12×36

São inúmeras as dúvidas das empresas e dos times de recursos humanos, quando se trata da escala 12×36. Algumas das respostas às principais, são:

1 – Como funcionam os intervalos numa escala 12×36?

Os intervalos da jornada de trabalho 12×36 funcionam como numa jornada tradicional de 8h, com a duração de no mínimo 1 hora. A pausa pode acontecer de acordo com a escala do funcionário, desde que esteja dentro das 12 horas.

2 – Quantos dias de trabalho tem a jornada 12×36 na semana?

Os dias de trabalho para essa jornada em uma semana, período de 7 dias, podem variar entre 4 e 3 dias de trabalho. Por exemplo, se o colaborador começa o trabalho na segunda-feira, ele irá trabalhar 4 dias naquela semana e na semana seguinte apenas 3.

3 – Quantos dias de trabalho tem a jornada 12×36 em 1 mês?

Os dias trabalhados na jornada 12×36 no período de um mês, dependem da quantidade de dias que o mês tiver. Nos meses com 31 dias, o colaborador terá 16 dias de trabalho. Já nos meses que terminam em 30 dias apenas 15 dias de trabalho.

Independente do turno de trabalho escolhido, estas regras devem ser cumpridas:

  • O descanso entre uma jornada e outra deve ser de, no mínimo, 11 horas, obrigatoriamente;
  • Todo e qualquer profissional contratado deve ter semanalmente, no mínimo, 24 horas seguidas de folga;
  • Toda escala deve contemplar ao menos um domingo de folga, seja uma vez na semana, seja a cada 4 semanas, dependendo do regime adotado;
  • Deve-se garantir ao trabalhador, no mínimo, uma hora de descanso. E, no máximo, duas horas em todo período de trabalho contínuo que exceda 6 horas.

© 2020 Escala – Powered by Hospital Israelita Albert Einstein

Baixe o Jornadas

Baixe o Plantões